Ligue e Assine: (48) 3265-0446

13/09/2018 | Tamanho da Letra A- A+

Leonel Pavan é eleito para a 1ª Vice-Presidência do Parlamento catarinense

Com 35 votos favoráveis, o deputado Leonel Pavan (PSDB) foi eleito 1º vice-presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, em sessão extraordinária realizada na tarde desta terça-feira (11). Ele ocupa a vaga que era de Silvio Dreveck (PP), que assumiu a Presidência do Parlamento estadual com o falecimento de Aldo Schneider (MDB), no mês passado.

Esta será a segunda vez que o parlamentar ocupa um cargo na Mesa da Alesc. Entre 2015 e 2017, ele foi 2º vice-presidente.

A candidatura de Pavan foi confirmada após Neodi Saretta (PT) e Manoel Mota (MDB) declinarem da indicação para o cargo. Prevaleceu entre os deputados o consenso de manter a representatividade das bancadas partidárias da Alesc na Mesa, já que o PSDB havia ficado sem vaga desde que o atual 2º vice-presidente Mário Marcondes, eleito para a função pela legenda em 2017, migrou no mesmo ano para o MDB.

“Fui convidado pelo deputado Marcos Vieira (PSDB) para assumir essa posição na Mesa da Assembleia e só aceitei depois que o deputado Neodi Saretta declinou da indicação. Esse Parlamento sempre buscou o consenso. Nunca nos dividimos nessas decisões e eu não iria terminar meu último mandato com divisões”, afirmou Pavan, que não disputará as eleições deste ano.

Saretta afirmou que declinou da indicação para a 1ª Vice-Presidência por preferir concluir seu mandato na Presidência da Comissão de Saúde da Assembleia. “Fiquei satisfeito e lisonjeado com o fato de meu nome ter sido sugerido para o cargo, mas tenho me realizado pessoalmente como presidente da Comissão de Saúde. Temos feito um bom trabalho e não quero interrompê-lo”, justificou.

Já Manoel Mota reconheceu que seu partido ficaria com três cargos na Mesa da Alesc, e o PSDB sem nenhuma vaga. “Agradeço àqueles que sugeriram meu nome”, disse. “É bom para o Parlamento que haja entendimento sempre.”

O líder do governo na Alesc, deputado Valdir Cobalchini (MDB), também reconheceu a necessidade de obedecer a proporcionalidade das bancadas na composição da Mesa e destacou a atitude de Mota em declinar da indicação para o cargo.

As bancadas do PSD, PR e PP declararam voto em Leonel Pavan. Já o líder do PT na Casa, deputado Dirceu Dresch, liberou a bancada para a votação. Ele defendeu que a escolha do vice-presidente deveria ocorrer somente após as eleições de 7 de outubro. “Não tivemos tempo para discutir essa questão”, disse o parlamentar.

Ao final, Pavan foi candidato único ao cargo e recebeu 35 dos 40 votos possíveis. Quatro parlamentares – Dr. Vicente Caropreso (PSDB), Luciane Carminatti (PT), Mário Marcondes e Narcizo Parisotto (PSC) – não compareceram à sessão e Dirceu Dresch se absteve da votação.

“Agradeço ao Parlamento pelo reconhecimento. Tenho muito orgulho em assumir a Vice-Presidência e poder concluir esse meu mandato contribuindo com os andamentos dos trabalhos da Assembleia”, afirmou o novo 1º vice-presidente, após ser eleito.

Foto e informações: Agencia AL