Ligue e Assine: (48) 3265-0446

13/09/2018 | Tamanho da Letra A- A+

Construção de uma nova unidade no bairro Cobre, em Canelinha perpetua há quase três anos

Atualmente são cem dias sem atualização no sistema. A  assessoria do MEC – Ministério da Educação – por meio da equipe do FNDE – Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação – informa que esse é um dos principais motivos pelo atrasado da conclusão da obra de uma creche no bairro Cobre, em Canelinha. “É necessário que o fiscal da Prefeitura insira nova vistoria no sistema para recebimento de novos recursos. É a Prefeitura, a responsável pela contratação da construtora, pela gestão e fiscalização da obra, atualmente faz cem dias que eles não realizam a atualização no sistema”, informa a Assessoria de Comunicação do FNDE, de Brasília.


A placa de construção da creche municipal no bairro Cobre, anunciou o início da obra: novembro de 2015. O término estava previsto para o ano seguinte, 2016. Passou-se o tempo, saiu prefeito, entrou nova Administração e a conclusão da obra ainda está longe de acontecer. “Segundo informações inseridas pela própria Prefeitura no Simec  - Sistema de Monitoramento, Execução e Controle - a obra está em andamento, com percentual de execução de 30,98%, apesar da empresa contratada pelo FNDE ter aferido execução de 22,22%. Para receber mais parcelas, a Prefeitura deve dar prosseguimento à obra, comprovar a execução da obra e fazer o devido pedido de desembolso no Simec”, informa o FNDE.

Confira a matéria completa na edição 654 impressa do jornal Correio Catarinense de Sexta-feira, 14.