Ligue e Assine: (48) 3265-0446

08/11/2018 | Tamanho da Letra A- A+

Projeto conecta alunos por meio de correspondência

Papel, caneta, palavras e sem a frenética instantaneidade dos tempos atuais. Um projeto que iniciou com o professor de História Malcon Gustavo Tonini expandiu e hoje, cerca de 600 alunos se envolveram na troca de correspondência. No Vale do Rio Tijucas, as escolas da Rede Estadual de Ensino, Lídia Leal Gomes, Patrício Teixeira Brasil, Olívia Bastos e Santa Terezinha.

A professora de Língua Portuguesa Rozane Fermino, que participa do projeto e leciona em Tigipió, trabalha com cerca de 50 alunos. Os estudantes demonstraram grande entusiasmo e excelente adesão ao projeto. Ela revela que os alunos demonstraram grande entusiasmo e excelente adesão ao projeto. “Dessa forma consegue-se resgatar esse gênero textual que está esquecido devido aos jovens viverem em uma época onde predomina as redes sociais e mensagens instantâneas, e pouco se escreve carta a punho”, conta. Outro fato que ela destaca é que dessa forma, os alunos aprendem a esperar as respostas dos colegas das outras escolas, além, da interação entre os professores.

O professor Altemio de Oliveira, que leciona História na Escola de Educação Fundamental Patrícia Teixeira Brasil, no Centro de São João Batista, conta que levou a proposta aos alunos dos sétimos anos e todos ficaram empolgados. Um dos fatos que ele percebeu foi de que, dessa forma, conseguiu fazer com que os alunos esquecessem por alguns momentos dos celulares. “Quando eu chego à sala os alunos já me questionam se já tem cartas, se já chegaram”, conta.

Os professores revelam que esse projeto consegue envolver os alunos de uma forma que eles saem da rotina diária da sala de aula. E quando trabalha algo diferente acaba despertando o interesse, a interação e a atividade se tornam prazerosa, pois eles estão envolvidos com estudantes de outras escolas.